Textos “bi-friendly” por aí e o pic nic
outubro 8, 2010

Ei amigos! Desculpe a demora mas aqui estamos, antes tarde do que nunca.

Tenho pensado esses tempos em listar os sites LGBT que não sejam bifóbicos quando me apareceram posts excelentes sobre bissexualidade em blogs não-bi e que vou mostrar aqui:

Confuso? Não! Bissexual! do Tramas Tranças e Bobagens

Ser bi, e daí? do Liquidificador Digital

Bissexualidade ou a terceira margem do rio do Núcleo Unisex

Bissexuais, parabéns por seu dia do 23b

Sobre o pic-nic que rolou no dia 26, tenho a dizer que apesar das mudanças de última hora correu tudo bem, foram mais de 20 pessoas de todos os lugares, convidados e gente que viu pela internet aqui ou nos sites que divulgaram ou no twitter. Teve comidinhas, conversas sobre bissexualidade, bifobia, movimento, diversidade, pessoas legais de todas as letrinhas do movimento… enfim, foi ótimo. Espero que todos voltem nos próximos encontros e aceito sugestões de locais novos 😉

Essa foto aqui foi tirada quando uma boa parte das pessoas já tinha ido embora:

 

Tem também o tumblr http://orgulhobissexual.tumblr.com para onde vocês podem mandar fotos e/ou depoimentos vídeos, links, citações, enfim… é só clicar em submit e não precisa ser cadastrado no tumblr para fazê-lo.

De ”privilégios” que só oprimem
julho 13, 2010

mãos

por Natasha Avital

Dos muitos mitos que cercam a bissexualidade e alimentam a bifobia, um me parece especialmente pernicioso e ofensivo: a idéia de que bissexuais são ”privilegiad@s” que, a qualquer momento, podem ”trair o movimento” e embarcarem em uma relação hetero, aproveitando assim todas as ”vantagens” que isso traz. Antes de qualquer coisa, eu gostaria de dizer que não ser desrespeitad@, não ser alvo de olhares, de gracejos, não ser maltratad@ em espaços públicos, etc, não deveria ser uma ”vantagem”. É triste vivermos em um mundo em que simplesmente não ser aviltad@ por sermos quem somos é um luxo. (mais…)

Bifobia no movimento LGBT
maio 26, 2010

Agora em junho teremos em São Paulo, além da Parada Feira Cultural e PlayGay, uma porção de outros eventos lgbt e pretendo participar do maior número possível. Eu vou, mas não com muita esperança de me sentir representada. Explico por que. (mais…)

Invisibilidade Bissexual
abril 23, 2010

Não, bissexuais não são mutantes, mas são vítimas da invisibilidade social.

A invisibilidade social geralmetne é conhecida a respeito dos garis e dos mendingos. É como se eles não existissem, os garis por sua profissão pouco reconhecida e o mendingos que se tornam invisíveis ao passar pelo filtro de coisas que preferimos fingir que não existem para evitar a dor.

Nesses casos a invisibilidade se mostra como a palavra sugere, de modo visual. Não vemos, não notamos, não reparamos na existência dessas pessoas e elas passam a fazer parte da paisagem como uma coisa, não um indivíduo. É uma indiferença que atinge o nosso olhar.

Esse tipo de invisibilidade, porém, não é o único que existe. A invisibilidade é uma marginalização baseada em preconceito e/ou na indiferença a um certo grupo de pessoas e sabemos que preconceito temos de todo tipo.

No caso de nós bissexuais, não temos nossa condição dada visualmente e sendo ignorada pelos olhares, e sim nossa identidade sendo ignorada pelos rótulos, discurso, instituições e indivíduos. Existe homossexual e heterossexual. Só. Se você não tem um desses rótulos na testa, você não existe.

Para além de uma simples bifobia de acreditar que bissexuais são indecisos, aproveitadores etc, algumas pessoas simplesmente esquecem-se de nossa existência ao citar as orientação possíveis, as minorias, as vítimas de preconceito etc ainda que frequentemente citem em seu discurso as várias siglas que levam nosso “B”.

Nas próprias instituições GLBT, o nome só é citado ao se explicar o significado dessas siglas, na hora de falar de cada um especificamente, gays estão sempre dentro, lésbicas raramente ficam de fora, trans e travestis são às vezes ignorados e bissexuais são quase sempre apagados.

Mas existimos, estamos por todos os lados, e está na hora de o mundo nos ver.

Bifobia
março 29, 2010

Bifobia

Para quem não conhece, a bifobia é bem o que parece: fobia à bissexuais e àbissexualidade.

A bifobia pode partir tanto de heterossexuais quanto de homo e bissexuais, neste último caso chamamos de bifobia internalizada.

Pode se expressar em suposições de que todos os bissexuais se encaixam em certos esteriótipos ou supondo que a bissexualidade simplesmente não existe como tal, sendo só uma fase de indecisão, ou homossexualidade enrustida.

Algumas suposições bifóbicas:

– Bissexuais são pervertidos.

– Bissexuais são hetero ou homossexuais indecisos e confusos.

– Bissexuais precisam se relacionar sexualmente com homens e mulheres simultaneamente.

– Bissexuais se atraem por qualquer um.

– Quem namora um bissexual será eventualmente abandonado por alguém do outro gênero.

Esta página do About.com comenta alguns desses estereótipos (em inglês)